Flamengo dá mole na defesa e cede empate para o Bolívar no Maracanã.

Jogando na noite desta quarta-feira(12 MAR 2014), no Maracanã, pelo Grupo-7 da Copa Libertadores da América, o Flamengo não foi além de um empate por 2×2 com o Bolívar, resultado que frustou os mais de 35 mil pagantes e de certa maneira complicou a equipe rubro negra que encerra o primeiro turno com 4 pontos, na vice-liderança, dois pontos atrás do Emelec, líder da chave.

Flamengo deu mole e cedeu empate para o Bolívar
Flamengo deu mole e cedeu empate para o Bolívar

Na sequência do torneio, o Mengo fará dois jogos complicados fora de casa, contra o próprio Bolivar, na semana que vem em La Paz, e no dia 2 de abril, diante do Emelec, em Quito. O chileno  Enrique Osses apitou o jogo e mostrou três cartões amarelos para o time boliviano.

 

O JOGO- RESUMO

Resultado foi uma grande surpresa,o time boliviano mostrou durante todo o jogo uma disciplina tática muito grande, jogo no erro do Flamengo, priorizando a marcação, mas foi também um time compacto o tempo inteiro, o Flamengo teve dificuldade para construir as suas jogadas.

No primeiro tempo teve até duas boas chances em um chute do Hernane de fora da área e noutro chute de virada do Everton, mas ficou nisso, o Bolívar também teve suas oportunidades porque quando tinha a posse de bola não abria mão de chegar até o ataque, o goleiro Felipe andou levando alguns sustes, em um deles, num chute de fora da área do Arce, depois num chute do Moya, que ele rebateu para frente.

Everto marcou duas vezes, mas Fla não foi além de um empate com o Bolívar
Everto marcou duas vezes, mas Fla não foi além de um empate com o Bolívar

No segundo tempo, o Flamengo ganhou mais um desfalque, o Léo que vinha jogando no lugar de Léo Moura, machucado, também sentiu o técnico Jayme de Almeida precisou voltar com Paulinho na lateral direita, a partir daí, o time se tornou mais ofensivo, só que aos 7 minutos, o Bolívar chegou ao seu primeiro gol, numa falha do Wallace, o Bolívar fez 1×0 com Capdevilla.

Depois do gol, parecia que a coisa ia se complicar para o Flamengo, mas dois minutos depois, o time rubro negro chegou ao empate numa jogada irregular, uma falta pela direita, o meia Elano levantou a bola na área, o Wallace estava em posição irregular disputou a bola com o goleiro Quiñónez, ele conseguiu sair de soco, mandou a bola pra fora da área, o João Paulo ganhou o rebote e serviu a Everton, que da entrada da área chutou longe do alcance do goleiro boliviano, jogo empatada por meio de uma jogada que deveria ter sido interrompida no momento da disputa de bola entre Wallace e o goleiro do Bolívar.

Jogadores do Bolívar comemoram gol de Capdevilla
Jogadores do Bolívar comemoram gol de Capdevilla

O Flamengo empatou o jogo, ganhou confiança, mas perdeu o Elano também machucado, o técnico Jayme colocou Alecsandro, o Fla ficou com uma equipe cheia de atacantes com pouca gente marcando, visivelmente era um time vulnerável, tanto que aos 17 minutos, o atacante Ferreira não marcou o segundo gol do time boliviano, uma chance incrível cara a cara com o goleiro Felipe.

Aos 20 minutos, depois de uma boa jogada do Paulinho pela direita, o Everton aproveitou e fez o segundo gol, virando o jogo para o Flamengo, parecia que a vitória estava encaminhada, mas o time continuava com problemas no seu sistema defensivo e aos 27 minutos numa bola levantada da esquerda para dentro da área rubro negra o atacante Pedriel que havia entrada a pouco tempo na partida aproveitou uma falha terrível do lateral esquerdo João Paulo e tocou na saída de Felipe, fazendo o gol de empate: 2×2.

Bem marcado, Hernane 'Brocador' passou em branco
Bem marcado, Hernane ‘Brocador’ passou em branco

Em linhas gerais o time boliviano jogou bem, teve disciplina e organização tática e mereceu pelo menos sair de campo com o empate, o resultado foi justo. Ao Flamengo cabe na próxima semana, em La Paz buscar uma melhor postura, sabendo que lá com a altitude será muito mais difícil porque além da já mencionada altitude, algo em torno de 3.600 metros, o Flamengo terá muitos problemas, já tinha, a partir dos desfalques de Léo Moura e André Santos, parece que ganhou mais um, o meia Elano, o paraguaio Cáceres também deixou o campo machucado, o lateral Léo também deixou o campo de jogo machucado, em resumo, o técnico Jayme terá muitos problemas para montar a equipe.

 

FICHA TÉCNICA

FLAMENGO 2 X 2 BOLÍVAR (BOL)

Local: Maracanã, em Rio de Janeiro (RJ)

Data/horário: Quarta-feira, 12/03, às 22h (horário de Brasília)

Renda/Público: R$ 2.007.147,50 / 37.809 pagantes

Árbitro: Enrique Osses (FIFA-CHI)

Auxiliares: Carlos Astroza (FIFA-CHI) e Sergio Roman (FIFA-CHI)

Cartões amarelos: Arce, Edemir Rodríguez e Pedriel (BOL)

GOLS: Luis Sánchez Capdevila, aos 6’/2ºT (0-1); Everton, aos 9’/2ºT (1-1); Everton, aos 21’/2ºT (2-1) e Pedriel, aos 27’/2ºT (2-2)

FLAMENGO: Felipe, Léo (Paulinho, no intervalo), Wallace, Samir e João Paulo; Cáceres (Carlos Eduardo, 45’/2ºT), Muralha, Elano (Alecsandro, aos 17’/2ºT), Gabriel e Everton; Hernane. Técnico: Jayme de Almeida.

BOLÍVAR: Romel Quiñónez, Edemir Rodríguez, Nelson Cabrera e Luis Gutiérrez (Rudy Cardozo, 28’/2ºT) ; Wálter Flores, Gerardo Yecerotte (Edu Moya, aos 20’/1º), Damir Miranda, José Luis Sánchez Capdevila e Juan Arce; Juan Miguel Callejón (Pedriel, 26’/2ºT) e William Ferreira. Técnico: Xabier Azkargorta.

Postar um comentário

0 Comentários