Nixon marca duas vezes e evita derrota do Fla para o Bangu.

Enquanto os principais jogadores do elenco do Flamengo viajavam para a Bolívia, onde o time na quarta-feira enfrenta o Bolívar pela 4ª rodada, a primeira do returno no grupo-7 da Taça Libertadores da América, o rubro-negro entrou em campo contra o Bangu pelo Campeonato Estadual ontem(16 MAR 2014) com uma equipe composta basicamente por jogadores revelados pelo clube.

O resultado não foi ruim: o empate por 2×2, em Volta Redonda, o time da zona oeste saoi na frente, fazendo 2×0, com Willie e Cristiano, o Flamengo com dois gols de Nixon empatou a partida que teve boa arbitragem de João Ennio Sobral, o apitador não mostrou cartões na partida que teve público decepcionante no Raulino de Oliveira, apenas 608 pagantes.

Após está perdendo de 2x0, Fla correu atrás do empate
Após está perdendo de 2×0, Fla correu atrás do empate

 

O JOGO- RESUMO

Jogo fraco tecnicamento. De um lado uma equipe que não aspira mais nada na competição, está apenas cumprindo tabela– o Bangu, um time que não corre mais risco de rebaixamento, que não tem mais chance de disputar a semifinal, um time de qualidade técnica limitadíssima. Do outro lado- o Flamengo, um time formado por jogadores, em meio a eles, atletas que atuaram pela primeira vez no certame carioca desse ano, uma equipe repleta de reserva, na verdade, a equipe C do rubro negro, que visivelmente prioriza a disputa da Libertadores, além disso, nesse Carioca faltando ainda três rodadas já havia faturado o título da Taça GB.

O jogo teve quatro gols e foi isso que salvou a partida disputado no Estádio da Cidadania em Volta Redonda, foi um jogo ‘arrastado’, de baixíssimo nível técnico, sobretudo por parte do Bangu, que no primeiro tempo teve chances de gols e no primeiro tempo acabou fazendo 1×0, o Flamengo também teve a sua chance, mas o goleiro Rafael fez duas grandes defesas em um único lance, o meia Rodolfo inicialmente de cabeça, depois com o pé direito e o arqueiro do Bangu impediu o empate do Fla, na primeira etapa, o que seria o resultado mais justo.

Tudo igual: Fla 2 x 2 Bangu em Volta Redonda
Tudo igual: Fla 2 x 2 Bangu em Volta Redonda

No início da segunda parte, Cristiano, lateral esquerdo do Bangu ampliou, fez 2×0 e se encaminhava para um vitória tranquila do time da zona oeste do Rio, mas aí os jogadores começaram a querer produzir algumas jogadas de efeito, tentando tirar um certa “onda” para cima do Flamengo, vendo isso, o técnico Marcelo Buarque mexeu no seu time e mandou a campo o volante Luiz Antônio, melhor entre os 18 selecionados para o jogo, ele entrou no jogo e na primeira bola que pegou foi vaiado, fez o cruzamento e o Nixon diminuiu para 2×1, na segunda bola já foi aplaudido pelos torcedores rubro-negro, os mesmos que minutos antes lhe hostilizaram e chamaram de ‘mercernário’, pelo fato dele ter ficado muito tempo afastado por causa de um imbróglio jurídico, querendo deixar o clube, mas só que numa única jogada no duelo com o Bangu, Luiz Antonio quebrou tudo isso e provisoriamente calou a boca dos críticos, ele não foi o melhor jogador em campo, mas certamente foi o mais lúcido da equipe rubro-negra. O Nixon fez os gols através de bom passe de Luiz Antonio, depois o próprio Nixon em jogada pessoal acabou empatando. No final, o empate acabou sendo um ótimo resultado para dois time completamente limitados.

Nixon corre para o abraço: atacante se destaca e empata jogo para o Fla
Nixon corre para o abraço: atacante se destaca e empata jogo para o Fla

FICHA TÉCNICA

FLAMENGO 2 X 2 BANGU

Local: Raulino de Oliveira, Volta Redonda (RJ)

Data/horário: Domingo, às 16h

Público/renda: 608 pagantes/ R$ 14.860,00

Árbitro: João Ennio Sobral (RJ)

Auxiliares: Dibert Pedrosa (RJ) e Jackson Lourenço (RJ)

Cartões amarelos: –

Cartões vermelhos: –

GOLS: Willen, aos 43’/1º (0-1); Crhistiano, aos 3’/2ºT (0-2); Nixon, aos 14’/2º (1-2); Nixon, aos 20’/2ºT (2-2)

FLAMENGO: Luan, Digão, Fernando, Frauches e Jorge; Léo Henrique, Márcio Araújo, Mattheus (Cafu, aos 44’/2ºT) e Rodolfo (LUiz Antonio, aos 12’/2ºT); Igor Sartori (Douglas Baggio, aos 34’/2ºT) e Nixon. Técnico: Marcelo Buarque

BANGU: Rafael; Felipe Foca (Tiago, aos 46’/2ºT), Vágner, Heitor e Christiano; Raphael, Juninho, Rodrigo Dantas (Douglas Tuchê, aos 25’/2°T) e Almir; Willen e Rodrigo Pinho (Geovani, aos 33’/2ºT). Técnico: Mário Marques

Postar um comentário

0 Comentários