Capitão, Guiñazu mantém a calma na final: 'Quem levanta a taça é o grupo'

Guiñazu durante treino do VascoJá são 11 anos sem conquistar o título carioca. E basta uma vitória simples sobre o Flamengo no próximo domingo, no Maracanã, para o Vasco dar fim ao incômodo jejum. Caso o resultado positivo na final aconteça, muito provavelmente caberá a Guiñazu a honra de levantar a taça. Nada que preocupe o argentino. Segundo ele, a homenagem será a todo o grupo.

– Não vejo como pressão. Usar a faixa de capitão é uma grande responsabilidade. Mas quem levanta a taça é o grupo, não o capitão. Cabe a todos que trabalham, funcionários, etc. Na hora de tirar a foto é fácil, mas se Deus quiser todo o grupo é que vai levantar a taça – frisou.

Depois do empate em 1 a 1 na primeira partida de decisão, basta ao Vasco uma vitória simples no próximo domingo, às 16h (de Brasília), no Maracanã. Novo empate ou derrota dão o título ao Flamengo. A escalação cruz-maltina segue uma incógnita. Sem Éverton Costa, suspenso, o técnico Adilson Batista deve escolher entre nomes como Montoya, Fellipe Bastos, Bernardo, Thalles, William Barbio ou até o jovem Marquinhos. Já o atacante Edmílson, que não apresentou lesão grave na coxa esquerda e está em tratamento, não deve ser problema.

– Ele (Edmílson) está muito bem. É um cara que tem a cabeça muito forte, muito boa. Às vezes é melhor mesmo descansar alguns dias, ainda mais tendo uma final importante como essa pela frente. Ele está alegre e esperamos que possa dar seu máximo em campo para nos ajudar – frisou Guiñazu.(Globo Esporte)

Postar um comentário

0 Comentários