Com fratura no pé direito, Guiñazu desfalca o Vasco por 1 mês

Guiñazu em treino do VascoAs fortes dores de Guiñazu, relatadas pelo próprio jogador antes da final do Campeonato Carioca, tinham um motivo sério: uma fratura no pé direito. A lesão, no entanto, não impediu o volante argentino de jogar os 180 minutos da final. O fato foi reverenciado pelo departamento médico do Vasco que com o fim da competição, vai iniciar o tratamento, que deve durar um mês. O mesmo acontece com o zagueiro Rodrigo, que sofreu um estiramento grau 2 na coxa esquerda.

“É uma pequena lesão ossea, uma fissura que é o mesmo que a fratura. Guiñazu superou sem dores os testes que fizemos e felizmente conseguiu jogar com uma proteção especial. Foi algo que não trouxe prejuízo ao atleta. Vai ter que ficar afastado de três a quatro semanas”, disse o médico Clóvis Munhoz.

O esforço feito pelo volante para estar presente nos dois jogos da final foi exaltado também pelo técnico Adilson Batista.

“Já conheço o Guiñazu de alguns carnavais e tinha certeza de que ele não ficaria fora de jogos decisivos. Ele ficou em repouso, sentia, via e tinha conhecimento de que ia jogar de qualqer jeito. Garra, vontade, profissionalismo… Apesar da experiência que tem, ele poderia ter um comportamento diferente e serve como exemplo para os mais jovens. Os valores se inverteram e deu demonstração de homem”, elogiou.

Para o confronto desta quarta-feira, contra o Resende, pela Copa do Brasil, o Vasco não terá o atacante Edmilson que segue se recuperando de lesão. O jogo será em São Januário, às 22h. (Esporte Interativo)

Postar um comentário

0 Comentários