Quase vilão, Erazo admite erro e se diz aliviado com título do Flamengo

Erazo admite erro e se diz aliviado com título do Flamengo
Erazo admite erro e se diz aliviado com título do Flamengo

A história do Flamengo no Campeonato Carioca por pouco não teve um final triste. E o papel de vilão parecia destinado a um jogador rubro-negro: Frickson Erazo. O zagueiro entrou durante o segundo tempo da decisão contra o Vasco, para ocupar o lugar na defesa deixado por Chicão, expulso, e cometeu o pênalti que originou o gol do rival. Por sorte dele, o ‘herói’, Márcio Araújo, marcou ‘na bacia das almas’ e ofuscou o fatídico lance para alegria dos flamenguistas.

O empate por 1 a 1 deu o título ao Rubro-Negro, por ter feito melhor campanha na primeira fase da competição. O equatoriano, muito criticado pelos torcedores, descreveu sua atuação, desde o pênalti cometido ao gol que deu a taça para o time da Gávea.

“Muito mal. Depois do pênalti, senti muitas emoções porque tinha a oportunidade de jogar. Depois, meus companheiros correram para caramba, veio o gol, imagina a felicidade. Saíram lágrimas. Foram três meses muito difíceis, de muita luta, de muito trabalho. Sabia que não podia decepcionar essa torcida. A oportunidade de jogar chegou. Depois do pênalti fiquei muito bolado, chateado, mas depois do gol foram muitas emoções. Vocês imaginem, faz um pênalti e depois fica campeão. Muita alegria. Tenho que trabalhar, melhorar, mas agora curtir esse título”, desabafou.

Titular da seleção do Equador, ídolo no país de origem e com sondagens do futebol europeu, Erazo chegou ao Flamengo com currículo de encher os olhos. Porém, dentro de campo, erros grosseiros marcam sua trajetória no Rubro-Negro até aqui. Apesar disso, o defensor demonstrou estar focado e quer provar o porquê foi contratado pelo clube.

“Já vou pensar nas próximas partidas, trabalhar sério. Quero mostrar a essa torcida porque o Flamengo me contratou”, completou.

A missão do zagueiro, no entanto, não será fácil. Wallace, Samir e Chicão, todos em boa fase, gozam de muito prestígio com o técnico Jayme de Almeida. Resta saber se a história de Erazo no Flamengo, assim como a do Campeonato Carioca, terá um final feliz.(Esporte Interativo)

Postar um comentário

0 Comentários