Adílson fala do trabalho no Vasco e diz que objetivo é ser campeão da Série B

Adílson fala do trabalho no Vasco e diz que objetivo é ser campeão da Série BConvidado do programa Rolando a Bola, da Rádio Tupi, o técnico Adilson Batista fez uma avaliação de seu trabalho desde que chegou ao Vasco no fim de outubro de 2013 até os dias atuais, bem como revela o apoio  dos torcedores no dia a dia. Confira a entrevista abaixo:

Tentatva de tirar o Vasco do rebaixamento em 2013, campanha no Campeonato Carioca de 2014 e expectativa para o segundo semestre:

“Para nós, é difícil você se avaliar, eu tenho consciência que tenho me dedicado desde que cheguei ano passado com todas as dificuldades que nós tínhamos, tinha o intuito de tirar o clube daquela situação(risco de rebaixamento), infelizmente no último jogo não foi possível. Lutamos, fizemos coisas que achávamos que seria importantes, ficamos em função do último jogo, do ocorrido também, uma situação desagradável, lamentável, ruim para o futebol e o esporte, mancha e prejudica o futebol que a gente sempre prega para ter respeito, competitividade. Tivemos um início de ano com um novo diretor de futebol, algumas dificuldades que sabíamos e entendíamos, com várias contratações, priorizamos arrumar um setor onde o Vasco tinha muita dificuldade no ano anterior, tivemos dificuldades em oito dias de preparação, jogadores chegaram com alguns dias atrasados, outros não se condicionaram para estrear, mas acho que foi feito um bom trabalho, chegamos na final, infelizmente perdemos por um lance no finalzinho, fizemos bons clássicos, demos oportunidades para todo mundo, depois tivemos dificuldades em razão das lesões e iniciamos o Campeonato Brasileiro da Série B com essas dificuldades para formar a equipe e é necessário tempo e paciência, passamos de duas fases da Copa do Brasil e teremos a Ponte Preta depois da Copa do Mundo. Está tudo dentro de uma linha que a direção esperava, estamos nos dedicando no dia a dia para melhorar a equipe.”

Apoio do torcedor nas ruas e incentivo durante os jogos ao Vasco e ao trabalho da comissão técnica:

“O torcedor a gente sempre respeita, existe a paixão, a emoção, eles têm o gosto, a preferência, e eu tenho que desenvolver aquilo que eu acho que estou vendo no trabalho e no treinamento. É evidente que quando você chega o torcedor fica com expectativa e ele vai entendendo, vendo e aceitando. Vejo muito respeito do torcedor vascaíno pelo trabalho, isso tenho acompanhado quando saio para as ruas, o vascaíno me cumprimenta, me parabeniza, está sempre incentivando, nos jogos estamos sentindo a presença e o apoio deles, está uma relação tranquila.”

Trabalho no futebol carioca e diferença para outras praças:

“Você que coloca seu ritmo de trabalho, evidente que em alguns Estados se trabalha um pouquinho a mais na semana, aqui a gente procurou diminuir um pouquinho essa intensidade, mas está dando para suportar sem problema nenhum.”

Possibilidade de eleições do clube influenciarem no time e no trabalho desenvolvido:

“Nós vamos sair de São Januário, temos mais três jogos fora, temos que cumprir. Não precisamos nos envolver, nossa função é trabalhar e dar o melhor no dia a dia para que o Vasco consiga seus objetivos.”

Objetivo na Série B, se de apenas subir ou também de conquistar o título:

“O objetivo é sempre estar no topo, evidente que conquista é importante, o Vasco vai trabalhar para ser campeão.”

Fonte: Supervasco

Postar um comentário

0 Comentários