Diogo Silva se destaca no empate do Vasco com o Joinville. Confira resumo do jogo na Arena Joinville.

RESUMO DA PARTIDA

1º TEMPO

O 0x0 ficou de ótimo tamanho para o Vasco da Gama. O empate com o Joinville sem gols não disse muito bem o que aconteceu na partida. Um jogo com dois tempos distintos. Na primeira etapa, domínio total do Joinville, melhor no jogo, melhor posicionado, agressivo na base da velocidade, a equipe construia jogadas principalmente pela direita, tirando proveito das inúmeras falhas do Vasco da Gama.

Goleiro Diogo Silva- boa atuação contra o Joinville

A equipe Cruzmaltina tinha dificuldade para sair para o jogo, errando muitos passes, um ‘corredor’ foi feito ‘nas costas’ do Marlon, por ali, o Edson Ratinho, lateral habilidoso do Joinville criou inúmeras oportunidades capaz de fazer do goleiro vascaíno Diogo Silva o grande nome da partida no primeiro tempo. Foram pelo menos seis oportunidades claras de gols que o Joinville teve contra nenhuma do Vasco da Gama, que chegou poucas vezes na área do adversário e pouco incomodou do goleiro Ivan, aliás que foi o goleiro do Joinville que provocou a melhor chance de gol do Vasco na primeira etapa, ele tentou sair jogando com os pés, se enrolou e deu a bola de presente para o atacante Edmilson que num carrinho pegou fraco na bola e o Ivan conseguiu se recuperar no lance, tirando esse lance, o Vasco foi um time nulo em campo, totalmente envolvido pelo adversário, de modo que se não fosse o goleiro Diogo Silva o Vasco poderia ter sofrido uma goleada, faltou pontaria também aos atacantes Jael e Marcelo Costa, que juntos perderam gols incríveis.

2º TEMPO

No segundo tempo, o técnico Adilson Batista fez algumas alterações na equipe que surtiram efeito, dando mais equilíbrio ao Vasco, a prova disto é que o Vasco conseguiu controlar o Joinville  e já não foi mais ameaçado como na primeira etapa, imprimiu uma marcação mais sólida no meio campo.

O técnico tirou Rafael Silva, uma peça nula no primeiro tempo colocou o Yago bem deslocado pela direita, dando maior velocidade por aquele setor, deslocou o Diogo Renan para esquerda e o Luan que era o terceiro zagueiro foi colocado como homem de marcação pela direita fazendo a cobertura deixando o Yago mais a vontade na frente, isso deu mais consistência ao Vasco que passou a jogar mais no campo do Joinville, trocando passes, teve um pouco mais de volume de jogo, não foi tão ameaçado, contudo não conseguia criar jogadas realmente perigosas.

O jogo ficou mais equilibrado e nos últimos dez minutos o jogo acabou ficando mais aberto com os dois times partindo para o tudo ou nada. Aos 37 minutos o Vasco teve uma chance clara de gol com Edmilson que não soube aproveitar, foi um lançamento de Yago, de frente com o goleiro Ivan, dominou, ajeitou a bola e chutou fraco para a defesa de Ivan, essa foi a última chance do Vasco na partida.

Em linhas gerais, o Vasco não jogou bem foi sufocado pelo Joinville que chutou uma bola na trave aos 40 minutos com Edgar Junior, um chute cruzado de frente para Diogo Silva, o chute encontrou a trave e no rebote Douglas Silva chutou a bola para fora.

O 0x0 ficou de bom tamanho para o Vasco porque o time só acordou no segundo tempo, só se organizou no segundo tempo, o que ainda é muito pouco para a equipe comandada por Adilson Batista.

Edição/texto: José Loiola Neto- Notícias do Flamengo

Postar um comentário

0 Comentários