Adilson Batista explica mudanças tática do Vasco

O Vasco que retomará as competições após a paralisação para a Copa do Mundo promete vir em outra versão. Não só de postura e evolução física e técnica, mas nas peças e no desenho tático. Guñazú volta à equipe e quem sai não é um companheiro da posição. Adilson Batista decidiu observar a formação com três volantes e aboliu os atacantes nas pontas. Assim, com a chegada de Kléber e a entrada de Thalles, até Edmílson, artilheiro da temporada com 13 gols, esperará sua vez no banco.

O treinador, no entanto, não trata a mudança como definitiva e garante que a escolha tem a ver com as alternativas disponíveis no momento. Ele lembra que, devido às circunstâncias, já teve de utilizar a garotada após o Carioca, competição na qual ainda tinha Everton Costa e Reginaldo.

Adilson Batista explica mudanças tática do Vasco

– Quem dá a condição é o próprio atleta. E é o clube que te dá a característica. Comecei de um jeito no estadual, mudei, passei a ter o Douglas como central, dando liberdade a ele, terminei de outro jeito… Tive que recorrer aos meninos, foram bem e agora estamos encontrando um jeito até em função dos jogadores também. Estou só arrumando os espaços e o próprio atleta vai te dar essa condição de escalar – explicou Adilson.(Globo Esporte)

Postar um comentário

0 Comentários