Após reunião, eleição do Vasco pode voltar a acontecer em agosto

Uma reunião nesta tarde que adentrou a noite em São Januário pode consumar uma nova reviravolta na data da eleição vascaína. Os candidatos Eurico Miranda e Roberto Monteiro, se reuniram com os presidentes de poderes Abílio Borges (Conselho Deliberativo) e Helio Donin (Conselho Fiscal) para rever a decisão do presidente da Assembleia Geral, Olavo Monteiro de Carvalho, que passou o pleito de 6 de agosto para o dia 11 de novembro em polêmica decisão da última sexta-feira. Revoltados com a mudança, Eurico e Monteiro pressionaram Abílio para publicar o edital de convocação da eleição ainda para o dia 6 de agosto. O impasse segue, porém. Abílio consultou Olavo, que aceitou um novo encontro para esta terça-feira, às 15h.

Com o novo encontro, a data da eleição passa a ser uma incógnita, mas pode voltar a acontecer em agosto. O estatuto pede que o edital de convocação das eleições seja publicado 10 dias antes do voto nas urnas. Ou seja, a eleição pode ainda ser realizada no dia 7 de agosto, caso a Junta decida por essa nova mudança nesta terça-feira.

No encontro chegou-se a discutir a convocação extraordinária do Conselho Deliberativo para referendar a volta da data da eleição para o dia 6 de agosto, conforme o candidato Roberto Monteiro, que saiu da reunião direto para sua convenção na Tijuca, disse ao GloboEsporte.com.

Roberto Monteiro é contra o adiamento

– (O encontro) foi uma tentativa de pactuação. O que se entende é que tem de acontecer o quanto antes uma reunião do Conselho Deliberativo, provavelmente na quinta-feira para definir a data da eleição. Não foi uma reunião, não teve formalidade. Foi só um encontro no qual as pessoas por acaso se esbarraram, nada demais. Não fui chamado para reunião nenhuma, estava lá e houve um bate papo. O Eurico estava lá, o presidente do Conselho Fiscal, do Deliberativo – disse Monteiro, que acredita na eleição ainda em agosto.

– Acho que o bom senso encaminha que sim (volta da eleição para agosto). O mandato do presidente Roberto Dinamite acaba dia 18. Então até o dia 18 ainda há possibilidade da eleição. A eleição no dia 6 de agosto já acho difícil. Pode ser 10 de agosto? Pode ser. Dia 18? Pode ser. É quando termina o mandato do Dinamite. Acho que vamos conseguir uma solução por ai.

Monteiro disse que já há uma movimentação no campo jurídico contrária ao adiamento do pleito para novembro.

– As medidas judiciais já estão sendo tomadas. No dia 8 de agosto, em tese, termina o mandato de várias pessoas que foram eleitas. Hoje está saindo o edital de convocação de uma reunião do conselho deliberativo, provavelmente para a próxima quinta-feira. Hoje ainda talvez vamos conseguir uma pactuação, uma conclusão, mas acho difícil. Porque para muitos interessa o caos. O Vasco hoje está em uma situação delicadíssima. E nem o resultado em campo ajuda. Pelo contrário, ele está trazendo uma insegurança ainda maior.

Questionado sobre o que disse Olavo Monteiro de Carvalho, presidente da Assembleia Geral, que falou não haver mais mudanças, Monteiro discordou.

– Não entendo dessa forma. É dado ao presidente do Conselho Deliberativo, no artigo 81, nesses casos onde há uma necessidade de intervenção ou o caso como o de agora, ele mesmo puxar essa própria data. A responsabilidade agora está na mão do presidente do Conselho Deliberativo e dos conselheiros – afirmou Monteiro.

Eurico disse que não havia nada decidido ainda a respeito da reunião.

– A única coisa que posso dizer é que vamos ter uma reunião da Junta Deliberativa nesta terça, às 15h – disse o ex-presidente, que convocou reunião do Conselho de Beneméritos para esta semana.

O pedido de Eurico e de Monteiro tem como base o artigo 81, inciso XIX, do estatuto. O texto diz que o presidente do Conselho Deliberativo e “ad referendum” do mesmo Conselho, ou seja, referendados pelos conselheiros, pode adotar “as medidas de caráter inadiável para normalizar a administração do clube”. Abílio, no entanto, consultou Olavo e os dois decidiram marcar um novo encontro da Junta para esta terça.

– Abílio me solicitou a reunião, vou com maior prazer. Vamos estudar o caso e ver o que eles têm a propor. Passar por cima do estatuto eu não vou – disse Olavo.(Globo Esporte)

Postar um comentário

0 Comentários