CRISE: Jogadores do Flamengo evitam falar com a imprensa após reestreia ruim no brasileirão. Ney Franco lamenta situação nunca antes vivida na carreira.

Momento de tensão e pressão no Flamengo, sobretudo depois da péssima reestreia do time no Brasileirão– derrota de 2×1 para o Atlético-PR na quarta-feira no Moacyrzão em Macaé. O treinador Ney Franco teve tempo de sobra para preparar o time durante a parada da Copa do Mundo, mudou o esquema, optando por uma formação com três zagueiros, mas a decisão dele não surtiu efeito, tanto com que o time agoniza e já é o último colocado na tabela de classificação.

Ontem à tarde, na reapresentação dos jogadores no CT Ninho do Urubu em Vargem Grande era perceptível o desânimo e os jogadores evitaram qualquer contato com a imprensa, ficando isolados. Ao término da atividade, eles pegaram seus carros e seguiram sem falar com repórteres que acompanharam o treinamento.

Por parte da diretoria, o que se sabe é que existe uma blindagem aos jogadores, até porque o único que falou com a imprensa foi o atacante Eduardo Silva, contratado como reforço até dezembro de 2015, e nesta sexta-feira espera-se o mesmo comportamento de jogadores, que deverão evitar contato com a imprensa, algo que aconteceu na saída dos jogadores depois da pífia atuação diante do Atlético-PR. A situação do Flamengo no Brasileiro é extremamente complicada.

Ney Franco lamenta situação nunca antes vivida na carreira.

O time não vence a 7 partidas consecutivas. A última e única vitória aconteceu diante do Palmeiras(4×2) no Maracanã pela terceira rodada, quando o time ainda era dirigido por Jayme de Almeida. O técnico Ney Franco ainda não venceu um jogo sequer- são seis jogos dirigindo o Flamengo- três empates e três derrotas. Em entrevista coletiva depois do jogo contra o Atlético-PR o treinador disse que a situação vivida no momento com o rubro-negro é algo inédito na carreira dele. E é nessa pressão, em clima tenso que o Flamengo vai à Porto Alegre para encarar domingo o Internacional, no Beira Rio.

Postar um comentário

0 Comentários