Guiñazu aprova cobranças da torcida em fase ruim do Vasco

O Vasco, em xeque por conta da campanha irregular no Campeonato Brasileiro da Série B, se prepara para esquecer má fase e se concentrar apenas na Copa do Brasil. O adversário é o mesmo: Ponte Preta. No entanto, a necessidade de classificação para as oitavas de final tira o time da série de cobranças que vive para a crença em um bom resultado nesta quarta-feira, às 22h, em São Januário.

Na Copa do Brasil, a situação cruzmaltina é mais positiva. Após vitória por 2 a 0 no jogo de ida, o Vasco pode até perder por um gol de diferença que estará classificado. O volante Guiñazu ressalta que a vantagem é boa, mas pode ser perigosa.

“Aqui dentro vamos nos motivar para não darmos brecha ao adversário. Desde o fim do jogo do último sábado estamos trabalhando isso. Precisamos entrar em campo com motivação grande, porque é jogo de Copa do Brasil, uma competição importante. No futebol, a última palavra não está dita até o último apito do juiz”, lembrou o argentino.

Guiñazu durante treino do Vasco

A motivação é um dos pontos principais no discurso do volante, que não abandona a Série B. Para Guiñazu, a equipe não pode esquecer a disputa pelo acesso à elite, prioridade na temporada. O atleta destaca que o grupo tem que se sentir pressionado com a 10ª colocação no torneio – com 19 pontos.

“Cobrança tem que ter. No dia que não houver mais cobrança, tem que todo mundo ir para casa. O Vasco é grande, quem chegou aqui sabe o que é esse clube. Quando recebemos críticas, temos que aprender. Estamos aqui para saber o que estamos errando e melhorar rapidamente, precisamos de resultado e resultado vem com o trabalho”, afirmou.

Para esquecer a má fase na Série B e ganhar fôlego com a Copa do Brasil, Guiñazu pede atenção ao Vasco. “Temos uma vantagem boa, então é apertar os dentes para defender bem. No futebol não tem outro jeito”, finalizou.(UOL)

Postar um comentário

0 Comentários