Em lance crucial, Flamengo perde para o Santos no Maracanã por 1x0 e segue preocupado com o Z-4.

A tarde era de festa para o capitão Léo Moura, que completava 500 jogos com a camisa rubro-negra e foi saudado com pompas pela imensa torcida do Mengão, mas foi o time da Vila Belmiro que roubou a cena e levou os três pontos. O único gol da partida realizada na tarde deste sábado(4/10), no Maracanã foi assinalado pelo atacante Robinho, aproveitando cruzamento de Geuvânio, que deu o drible da vaca em João Paulo.

O lance foi crucial para definição da partida, visto que a partir dali, o Peixe passou a administrar o resultado, na primeira etapa ainda chegou assustar algumas vezes a meta do goleiro Paulo Victor, no segundo tempo, visivelmente a equipe do técnico Enderson Moreira veio para segurar o placar e utilizou de muita ‘catimba’. O Flamengo sentiu o golpe desde que tomou o gol e não teve força para reagir. Apostou bastante no jogo aéreo, que não surtiu efeito.

Léo Moura e Robinho disputam jogada no clássico no Maracanã, no final deu Peixe- 1x0

Vilão, no gol adversário, João Paulo passou a ser perseguido pelo torcedor rubro-negro presente ao Maracanã, muitas vaias podiam ser ouvidas. No decorrer da segunda etapa, o Fla perdeu o volante Cáceres, que deixou o campo depois de sofrer uma forte pancada. O paraguaio passa a ser dúvida não apenas para as próximas partidas do Flamengo, como para dois amistosos da seleção do seu pais, marcados para a próxima semana. Luiz Antonio entrou no seu lugar e pouco acrescentou, foi fraco na marcação e falhou quando tentou jogadas de ataque.

O técnico Vanderlei Luxemburgo tentou de todas as maneiras reverter a situação: pôs Eduardo da Silva no lugar de Gabriel, que jogou um futebol bem abaixo do que apresentou contra o América-RN pela Copa do Brasil, quando marcou o gol; lançou Elton no lugar de Canteros. Não adiantou. O Santos tinha o domínio do jogo e soube aliar posse de bola com retardamento de jogadas, paralisações do jogo com atletas caindo a todo momento e substituições no final da partida, tudo para o tempo passar.

Jogo bastante disputado no Maranã- Fla levou gol no primeiro tempo, mas não reagiu

Demonstrando que estar do lado do time, a torcida rubro-negra compareceu em grande número- mais de 43 mil pessas estiveram no Maracanã neste sábado e de novo saíram frustrado após mais um tropeço no Brasileirão.

Com a derrota o Flamengo permaneceu na 12ª colocação com 31 pontos e novamente passou a ver o Z-4 mais de perto, agora são apenas 4 pontos de diferença. A equipe voltará a campo na próxima quarta, para duelo complicado, fora de casa, em Florianópolis diante do Figueirense.

O Santos, com o triunfo chegou aos 39 pontos e manteve as chances de conseguir uma vaga na Libertadores. Na próxima rodada, o Peixe pega o Bahia, na Vila Belmiro.

Cáceres disputa jogada no jogo contra o Santos; paraguaio é dúvida para próximos jogos

ARBITRAGEM- Regular

O baiano Marielson Alves da Silva, 32 anos, se mostrou totalmente inseguro, principalmente no segundo tempo. Ele não fez uma boa arbitragem, foi muito infeliz na marcação de algumas faltas, retardou muito jogo

NOMES DO JOGO= Geuvânio e Robinho(Santos)

Dois nomes merecem destaques: O garoto Geuvânio pela belíssima jogada com direito a drible da vaca em João Paulo e Robinho, não apenas pelo gol, mas pela liderança que exerce na equipe praiana.

O PIOR EM CAMPO- João Paulo(Flamengo)

Regular na parte ofensiva, o lateal João Paulo já deu provas de que é tecnicamente fraco e no jogo de hoje à tarde não apenas pela falha no gol do Santos, mas durante os 90 minutos foi uma peça nula no setor esquerdo do Flamengo.

PÓS-JOGO- O que disseram os técnicos?

Vanderlei Luxemburgo- Flamengo

“Vamos entrar na zona mais complicada da competição com as melhores equipes. Ninguém consegue manter o ritmo de jogo. Eu não vi a equipe cair de produção. Eu vi o Flamengo jogar de igual para igual, com o jogo decidido pelo lance genial”

Enderson Moreira- Santos

“Não gosto de falar individualmente, porque a vitória é de todo o grupo. Evidente que o gol chama mais atenção, é a situação mais importante. O Geuvânio fez um grande Paulista, foi um dos destaques. Tive a oportunidade de enfrentá-lo quando eu estava no Goiás. Estava mostrando qualidade, e a gente percebeu que estava pedindo passagem, nada mais natural do que proporcionar essa chance. Espero que ele continue com essa humildade e pés no chão para saber que no futebol é importante provar todo dia a nossa capacidade”

FICHA TÉCNICA

FLAMENGO 0 X 1 SANTOS

Motivo: Campeonato Brasileiro- Série A- 26ª rodada

Data/horário: 4 de outubro de 2014, às 16

Local: Maracanã

Renda R$ 1.340. 195,00

Público: 43 mil presentes- 37 mil pagantes

Cartão amarelo: Cáceres, Canteros, Everton (Flamengo); Alison (Santos)

Gol: Robinho (aos 23’/1ºT)

FLAMENGO: Paulo Victor, Léo Moura, Chicão, Samir, João Paulo; Cáceres (Luiz Antonio 13’/2°T), Márcio Araújo, Canteros (Elton 34’/2°T), Everton; Gabriel (Eduardo da Silva 17’/2°T) e Alecsandro. Técnico: Vanderlei Luxemburgo.

SANTOS: Vladimir, Cicinho, Edu Dracena, David Braz, Mena; Alison, Arouca, Alan Santos, Geuvânio (Patito Rodriguez 43’/2°T); Gabriel (Rildo 23’/2°T) e Robinho ( Neto 47’/2°T). Técnico: Enderson Moreira.

Postar um comentário

0 Comentários