Gabriel sonha com titularidade no Flamengo e faz elogios a Luxemburgo: "treinador extremamente inteligente"

Contratado ano passado pelo Flamengo junto ao Bahia, o meia-atacante Gabriel, 24 anos(06/01/1990) como ‘promessa’ ainda procura se firmar na equipe carioca. No início do segundo semestre desse ano, ele entrou em campo poucas vezes, devido a uma série de lesões, e até o nariz quebrado o impediu de jogar pelo Flamengo no Brasileiro e Copa do Brasil, competições que a equipe ainda disputa este ano.

Gabriel foi autor do gol vitória do Flamengo por 1×0 perante o América-RN no primeiro jogo das quartas de finais da Copa do Brasil, quarta-feira na Arena das Dunas em Natal e acredita que a atuação diante da equipe potiguar pode lhe render uma sobrevida por uma briga por vaga entre os titulares.

– Fiquei quatro meses parado por causa de lesões, parada de Copa, quebrei o nariz, mas estou voltando, tentando buscar meu espaço, o professor vem dando todas as oportunidades possíveis e eu estou tentando ganhar meu espaço no time titular., falou Gabriel, revelação do Bahia e um dos destaques do Brasileirão 2012.

Ele comenta que soube esperar o momento certo para entrar no time e quem sabe descolar uma vaga entre os titulares do time comandado pelo técnico Vanderlei Luxemburgo.

– Tem que trabalhar e dá a resposta dentro de campo, falar só não vale a pena, e eu trabalhei, tô esperando mais oportunidades para tentar aproveitar., disse.

Durante a sua última passagem pelo clube, entre 2010 e 2012, Luxemburgo lançou alguns atletas da base, casos de Thomas, Adryan, Negueba, Muralha e Mattheus, que acabaram não emplacando. O meia Gabriel elogia o treinador por aproveitar as peças que tem em mãos, inclusive os mais jovens.

– Ele dá oportunidade para todos e com certeza está observando aqueles que estão treinando forte no dia a dia e acredito que estou nesse meio aí., completou.

Indagado sobre a possibilidade de integrar um ataque formado por Alecsandro e Eduardo da Silva nessa reta final de temporada, o jogador foi enfático em dizer que tudo vai depender da maneira como a equipe poderá atuar, mas não descartou a possibilidade.

Gabriel comemora com companheiro de Fla gol contra o América-RN

– Vai depender da formação tática que o professor faz, pode jogar sim, não tem problema nenhum, mas depende da função tática de cada jogador., opinou.

Gabriel fala como assimila as orientações de Luxemburgo para as partidas.

– É um treinador extremamente inteligente, muito tático e a gente procura fazer o que ele pede. encerrou o jovem Gabriel.

Por: José Loiola Neto- Notícias do Flamengo.

Postar um comentário

0 Comentários