About Me

header ads

Flamengo toma gol no final e deixa escapar classificação antecipada na Copa do Brasil

Lance Brasil-Pelotas e Fla. Foto: Ricardo Duarte. Agência RBSPor muito pouco o Flamengo não conseguiu o seu objetivo, que era evitar a partida de volta da primeira fase da Copa do Brasil. A equipe Rubro-Negra chegou a fazer 2×0 no Brasil de Pelotas em partida disputada na noite desta quarta no estádio Boca do Lobo em Pelotas, interior gaúcho. O primeiro gol foi anotado por Alecsandro aos 30 minutos da primeira etapa, o segundo tento aos 29 minutos da segunda etapa pelo lateral Pará, só que já nos descontos, aos 47 minutos do etapa complementar Foster cobrou falta cometida por Pará, cobrança da direita e Nena praticamente em cima da linha mandou a bola para o fundos das redes frustrando os planos do Mengo, que agora voltará a jogar contra a equipe gaúcha na luta pela classificação à segunda fase no dia 18 de março, às 10h da noite no Maracanã. Pelo Campeonato Carioca, o Flamengo voltará a campo no próximo domingo às 16h, no Maracanã também para enfrentar no clássico a equipe do Botafogo. (Por José Loiola Neto)

O JOGO

No primeiro tempo, o Flamengo teve domínio na posse de bola e mostrou que não sentiu a pressão da torcida adversária, que encheu o estádio Bento Freitas. Aos 10 minutos, a primeira jogada de perigo rubro-negra: Marcelo Cirino fez boa jogada pela esquerda, pedalou, passou por Wender e cruzou para Alecsandro, deixando o atacante na cara do gol, mas o chute desviou em Washington e saiu pela linha de fundo. Aos 25, o Brasil assustou com cabeçada no travessão de Paulo Victor, mas o bandeirinha já assinalava o impedimento de Fernando Cardozo. No contragolpe, Canteros tentou surpreender o goleiro adversário da linha do meio de campo, mas Martini estava atento e defendeu. Foi aos 30 minutos que Alecsandro abriu o placar para o Mais Querido; Léo Moura cruzou e, aproveitando falha da zaga do Brasil, Alecsandro chutou superando o goleiro e balançou a rede. O gol foi do camisa 9, mas a comemoração homenageou Eduardo, aniversariante do dia, que ganhou parabéns dos companheiros. Depois de fazer 1 a 0, o Flamengo cresceu ofensivamente na partida, mas antes do apito que anunciou o intervalo, o Brasil perdeu o que seria o gol de empate, em chute forte de Nena.

Na segunda etapa, logo aos três minutos, Alecsandro quase marcou o segundo. Cirino avançou pela direita e cruzou para o centroavante, mas Wender afastou. Aos 15, foi a vez de Samir quase fazer de cabeça após boa cobrança de escanteio de Canteros. Pouco depois, Luxemburgo fez sua primeira substituição, tirando Cáceres para a entrada do estreante Jonas. Em seguida, Luiz Antonio e Arthur Maia entraram no lugar de Alecsandro e Eduardo. O Rubro-Negro continuou impondo seu ritmo e buscando mais um gol. Até que, aos 29 minutos, Pará ampliou com um chute colocado de fora da área, depois de pegar o rebote da cobrança de falta de Arthur Maia: 2 a 0. Cinco minutos depois, Marcelo Cirino invadiu a área e bateu cruzado para dar trabalho ao goleiro. Aos 37, os dois arqueiros operaram milagres em campo. Primeiro, Paulo Victor agarrou o chute à queima-roupa de Washington; no contra-ataque, Arthur Maia driblou dois marcadores, arriscou de fora da área e obrigou Martini a fazer grande defesa. Já nos acréscimos, o Brasil-RS conseguiu, com Nena, marcar o gol que levou a decisão da vaga para o Rio de Janeiro.

Postar um comentário

0 Comentários