About Me

header ads

Em protesto contra Ferj, Luxemburgo põe esparadrapo na boca e diz que não vai ao Maracanã.

Em protesto contra Ferj, Luxemburgo põe esparadrapo na boca e diz que não vai ao Maracanã.A guerra entre Flamengo e Federação Estadual de Futebol do Rio de Janeiro- Ferj está longe de chegar a um final. Nesta sexta-feira, Vanderlei Luxemburgo, que foi punido pelo Tribunal de Justiça Desportiva-TJD do Rio e ficará fora do Fla-Flu fez um protesto contra a Ferj, o treinador não concedeu entrevista coletiva e apenas se pronunciou sobre a situação vivida após a punição e chegou a botar um esparadrapo na boca, começou falando que não vai ao jogo domingo.

– É decisão minha, conversando com o presidente e a direção do clube. Se eu não posso estar no vestiário, não posso me comunicar também não estarei no Maracanã, não vou ao Maracanã, não vou ao jogo, me senti prejudicado, então não tem porque está em um local em que eu não possa exercer meu direito de trabalho para assistir ao jogo; então eu vou assistir de um outro lugar como torcedor normal do Flamengo, até porque sou torcedor do Flamengo, mas como profissional não vou ao Maracanã.

Luxemburgo ainda citou a ditadura militar, deixando claro que não irá ao Maracanã no clássico.

– Não pode em 2015, um órgão importante no Rio de Janeiro, numa situação importante no Brasil, num esporte que é importante para o povo brasileiro voltarmos a viver momentos de didatura, é impossível acontecer nesse momento no Brasil, onde movimentos importantes estão acontecendo.

A iniciativa do protesto veio após o STJD revogar na noite de ontem o efeito suspensivo que dava condições de trabalho ao treinador até o próximo julgamento.

Edição: José Loiola Neto – Reportagem: Felipe Zboril- Rádio

Postar um comentário

0 Comentários