Em meio a crise, Flamengo apenas empata com o Náutico e se complica na Copa do Brasil

Em meio a crise, Flamengo apenas empata com o Náutico e se complica na Copa do Brasil

A crise no Flamengo parece não ter fim. Mesmo com a confirmação do nome de Cristóvão Borges para substituir a Vanderlei Luxemburgo no comando técnico da equipe rubro-negra, os 7 mil torcedores que tiveram presentes ontem a noite no Maracanã sairam plenamente insatisfeitos com o empate por 1×1 diante do Náutico em casa em duelo da terceira fase da Copa do Brasil.

O resultado é meio complicado para o Flamengo já que vai ter que vencer na Arena Pernambuco em jogo previamente marcado para 22 de julho na Arena Pernambuco. O jogo só deve acontecer dias após a realização da Copa América. Empate com dois ou mais gols interessa ao Rubro-Negro carioca, que estará classificado para as oitava de finais.

Wallace abriu o placar para o Flamengo na primeira etapa, enquanto o Timbu assinalou seu gol na etapa complementar por intermédio de Douglas. Em meio a pressão um grupo de torcedores ficou no portão de número dois para hostilizar e gritar palavras de ordem contra jogadores, membros da comissão técnica e diretoria na saída do time, após a partida ante o Timbu.

O técnico interino Jayme de Almeida falou após a partida e comentou em relação o trabalho que vem sendo feito, a chegada do novo técnico Cristóvão Borges, principalmente em relação a pressão que vem da torcida. Para Jayme, campeão da Copa do Brasil 2013 e Cariocão do ano passado, não adianta falar em reforços já que estes não poderão atuar agora, além disso, o torcedor precisa dá um voto de confiança ao atual grupo que se destacou em 2014.

– Não adianta ficar falando em reforço, até porque eles não vão jogar agora, então é preciso trabalhar com o que nós temos, respeitar esse grupo, que fez um trabalho muito bom no ano passado, eu acho que o Cristóvão é um bom treinador e tenho certeza que com a experiência que possui pode ajudar nesse sentido. Agora é preciso ter tranquilidade, apoiar e trabalhar para que isso reverta, mas sem querer botar faca no peito de jogador que não vai resolver. A gente tem que cobrar, pois o Flamengo é um time que precisa de vitórias, os jogadores tem que ser cobrados, mas uma cobrança legal, sem aquela pressão a mais que não leva a lugar nenhum e acaba atrapalhando.

Jayme volta a ser auxiliar técnico porque Cristóvão Borges assume de maneira oficial o comando da equipe na reapresentação dos jogadores na tarde desta quinta no CT Ninho do Urubu em Vargem Grande, zona oeste do Rio de Janeiro. Junto com o treinador também assumirão suas funções no Flamengo, o preparador físico Rodrigo Poletto e o auxiliar técnic Cassiano de Jesus.

O Flamengo está na zona de rebaixamento do Brasileiro(17º colocado) com um ponto encara o Fluminense(12º colocado) que tem quatro pontos na tabela, o jogo é válido pela quarta rodada e acontece neste domingo, às 18h30, no Maracanã.

Postar um comentário

0 Comentários