About Me

header ads

Junior fala sobre morte de Carlinhos e recorda título do Fla em 92

Junior fala sobre morte de Carlinhos e recorda título do Fla em 92A segunda-feira (22.06) começou com uma notícia triste para toda a Nação Rubro-Negra: a morte de Carlinhos, ex-técnico e ex-jogador do clube. Um dos maiores ídolos do Flamengo, Júnior, trabalhou com o “Violino” e deu emocionado depoimento sobre o falecimento.

Nele, conta que Carlinhos foi fundamental para sua participação no título Brasileiro de 92. “Estávamos comemorando o titulo Carioca de 91. Perguntei a ele: ‘O que você vai fazer? Vai renovar o contrato?’. Ele, com a calma de sempre, falou: ‘Se você renovar eu renovo!’. Falei ‘Então está fechado, estou contigo pro Brasileiro’. Resultado: foi a conquista do Penta Brasileiro de 92”, lembrou Júnior.

Confira o depoimento completo:

“Mais um mestre se foi!

Hoje nosso Carlinhos “Violino”, como era conhecido, nos deixou!

Quem teve o privilegio de conviver, seja profissionalmente ou na vida pessoal, com esse cara que só transmitia coisas boas… Sei que era às vezes rabugento, mas isso fazia parte da sua forma de vida.

Eu tive a honra de ser seu atleta no fim da minha carreira e foi a melhor coisa que podia me acontecer. Afinal, essa parceria rendeu títulos que para mim ficarão como alguns dos mais importantes da minha carreira, principalmente o Brasileiro de 92.

Com sua fala mansa e seu jeito calmo de ser, conseguia as coisas sem gritar ou se exaltar. Posso dizer que essa convivência com ele me fez jogar até os 39 anos. Sua confiança no meu trabalho e seu incentivo para continuar jogando foram fundamentais para que isso acontecesse.

Lembro que estávamos comemorando o titulo Carioca de 91 no La Mamma, onde íamos sempre comemorar as vitórias e conquistas. Perguntei a ele: “O que você vai fazer? Vai renovar o contrato?” Ele, com a calma de sempre, falou: “Se você renovar, eu renovo!” Eu falei “Então está fechado, estou contigo pro Brasileiro”. Resultado: foi a conquista do Penta Brasileiro de 92! Se não fosse sua resposta, eu teria pendurado as chuteiras naquele momento!

Obrigado, amigo, por tudo que fez por mim e pelo Flamengo! Gratidão eterna!!”

Postar um comentário

0 Comentários