About Me

header ads

Pandemia de coronavírus: Jair Bolsonaro volta a defender fim do isolamento e faz críticas a governadores e prefeitos: "estão arrebentando com o Brasil"

Presidente Jair Bolsonaro trava embate com governadores e prefeitos
Por José Loiola Neto/ Política T4

Um dia após o discurso polémico em cadeia nacional de rádio e televisão, o presidente Jair Bolsonaro manteve as recomendações para a volta à normalidade do País e o fim do isolamento social em massa, defendido por ele no pronunciamento feito durante a noite dessa última terça-feira(24/3). 

Por sua fala, o presidente da república recebeu críticas de representantes de vários setores. Autoridades em saúde e governadores de estados condenaram a postura de Bolsonaro, mas nesta quarta-feira, ao sair de um encontro por meio de videoconferência com governadores da região Sudeste, Bolsonaro voltou a defender o que havia dito no pronunciamento à nação, sendo que desta feita, engrossou o tom do discurso.


- O que estão fazendo com o Brasil alguns poucos governadores e alguns poucos prefeitos é um crime!, eles estão arrebentando com o Brasil, estão destruindo empregos. Vocês inventaram o gabinete do ódio, eu que escrevi o texto, eu sou responsável pelos meus atos.


Após discutir com alguns jornalistas, o presidente garanti que estuda a possibilidade de mudar a atual recomendação do Ministério da Saúde que pede isolamento social para combater a pandemia de coronavírus. Segundo Bolsonaro, é preciso adotar o isolamento vertical, que na prática, é quando se isola o público de maior risco para a doença.


- Tem que pegar idosos e isolar, e nossa orientação será o uso de medicamentos.


Novamente, a fala do presidente surpreendeu aliados e trouxe uma avalanche de críticas a Jair Bolsonaro. O governador do Rio de Janeiro Wilson Witzel(PSC) por exemplo foi às redes sociais pedir a população siga em isolamento. 


- Nós continuaremos firmes, seguindo as orientações médicas, preservando vidas. Peço a vocês, por favor, fique em casa.


O governador do Piauí Wellington Dias(PT) também teceu críticas a Bolsonaro. Conforme o petista, a ciência conhece sobre o coronavírus, dessa maneira, não há outra decisão que não seja seguir a ciência.


- Eu sei que nesse momento as pessoas vão ter prejuízos, mas há algo em primeiro lugar agora: a vida, é vida humana senhor presidente. 



Postar um comentário

0 Comentários