About Me

header ads

Bolsonaro volta atrás e suaviza discurso após participar de ato pró AI-5: "não tem que fechar nada"

Presidente Jair Bolsonaro 
Por José Loiola Neto

O Ministério da Defesa afirma que as Forças Armadas trabalham com o propósito de manter a paz a estabilidade no País sempre obedientes a Constituição Federal. 

O posicionamento da pasta se deu nesta segunda-feira(20/04), um dia após Jair Bolsonaro participar em Brasília de um pró-ato ditadura. No domingo, o presidente discursou para os manifestantes em frente ao quartel do Exército. 

Aglomerados e com faixas eles pediam uma intervenção militar para o fechamento do Congresso e do Supremo, além da volta do AI-5. Ontem, o chefe do Executivo amenizou o discurso, defendendo a constituição, além da transparência de abertura dos outros poderes.

- Aqui não tem que fechar nada, aqui é democracia, aqui é respeito a constituição brasileira, e aqui é minha casa e a tua casa, então eu peço por favor não fale isso aqui! Supremo aberto transparente, Congresso aberto transparente.

O episódio mobilizou ministros da ala militar que alertaram que o fato trazia riscos de radicalização e aumento das tensões com Congresso e Supremo. A participação de Bolsonaro no ato pró-ditadura provocou repúdio de entidades, políticos e magistrados. 

Postar um comentário

0 Comentários