About Me

header ads

ENTREVISTA: Prestes a concluir curso de Geografia pela UFPI, jovem Moisés Almeida lança pré-candidatura a Câmara de Elesbão Veloso.


Moisés Almeida com o prefeito de Elesbão Veloso Ronaldo Barbosa em foto na ALEPI
Por José Loiola Neto

Francisco Moisés Barroso Almeida, 37 anos, natural de Teresina, casado com a elesbonense Síntia Lourenço, pai de dois filhos, sendo ele genro da senhora Rosa e Chico do Senhor Moura, figuras um tanto conhecidas em Elesbão Veloso.


Estudante de Geografia na Universidade Federal do Piauí-UFPI, estando na fase complementar do curso, tanto que se prepara com vistas a defender a tese(TCC), nos próximos meses. Dentre os trabalhos já exercidos por ele, destaque para o de auxiliar administrativo junto a Polícia Militar do Piauí-PM-PI.

No campo político, é filiado ao Partido Trabalhista Brasileiro(PTB) e pretende concorrer a um assento na Câmara Municipal de Elesbão Veloso(CMEV) nas eleições municipais desse ano.

Na condição de pré-candidato a vereador por Elesbão Veloso ele falou ao Portal T4 e discorreu sobre os mais variados assuntos. Confira!

Portal T4: O que o motivou a lançar o seu nome como pré-candidato a vereador por Elesbão Veloso?

Moisés Almeida: De Antemão quero agradecer pela oportunidade e dizer que a política é uma coisa muito importante. Eu vejo a política como um instrumento que realmente pode mudar a vida das pessoas, principalmente as pessoas que mais precisam, que precisam da ajuda do poder público. Infelizmente quem destoa a política são os políticos, mas existem também os bons políticos, então estou colocando o meu nome como pré-candidato a vereador aqui no município de Elesbão Veloso por achar que posso agregar. Por achar que o vereador é uma figura que não deve só estar indo levar problemas para ao prefeito, é aquela pessoa que tem também como resolver e trazer soluções e ajudar a administração, ajudar ao poder executivo, no caso o gestor maior que é o prefeito. Eu vejo que acontece de políticos em que a população reclama muito de políticos que ganham a eleição hoje e passam mais 4 anos para bater a sua porta e pedir votos, e o que eu observo é que a política está tendo uma mudança, hoje a população quer que o candidato, o político seja ativo, que traga recurso e mostre trabalho. A minha proposta para Elesbão Veloso é realmente trabalhar, buscar junto ao poder executivo melhorias para o município, buscar também junto ao deputado estadual emendas capazes de desenvolver o município tanto na parte da segurança, saúde, educação, que é o a gente precisa muito, mobilidade urbana, temos pelo menos 80% dessa mobilidade urbana, o prefeito Ronaldo Barbosa vem trabalhando bem esse setor, mas no geral, eu quero agregar, trabalhar e ajudar os munícipes em Elesbão Veloso.

Portal T4: Quando você tomou essa decisão de pleitear essa vaga à Câmara de Elesbão Veloso?

Moisés Almeida: Eu gosto de política desde sempre. Sempre gostei de política, como falei, para mim, é uma peça fundamental capaz de promover a transformação da comunidade, só que eu acompanhava de longe, e nas eleições passada(2018) eu participei mais ativamente aqui em Elesbão Veloso junto com meu sogro, andamos em alguns interiores, trabalhamos para um deputado estadual e um federal, vimos uma votação de certa forma expressiva, a partir daí algumas pessoas passaram a me incentivar e a perguntar: Moisés, porque você não saí candidato? porque você é uma cara nova, tem propostas novas e pode oxigenar a política em Elesbão Veloso com propostas inovadoras e ajudar realmente a população e foi isso que realmente me incentivou, o pedido de algumas pessoas.

Portal T4: O apoio e buscas por votos para os dois candidatos a deputados nas eleições de 2018 foi sua primeira experiência na política?

Moisés Almeida: Sim. Foi minha primeira experiência efetivamente falando e correndo atrás de votos, mostrando as propostas dos candidatos, e realmente a gente teve uma aceitação muito boa, tivemos um total de 268 votos aqui em Elesbão Veloso, somente eu e meu sogro, fazendo uma campanha, pedindo votos de uma forma realmente franciscana de casa a casa, pedindo aos conhecidos, e isso foi o que me deu o suporte e a possibilidade de pleitear uma vaga na Câmara Municipal.
Moisés com os filhos Francisco Henrique e João Guilherme. 
Portal T4: Você ficou satisfeito com a votação obtida pelo candidato naquela eleição, e isso te motivou a pensar na possibilidade de tentar uma vaga para a Câmara Municipal? 

Moisés Almeida: Sim. Depois de conversa demorada com meu sogro, uma pessoa muito conhecida em Elesbão Veloso e que as pessoas tem muito respeito e admiração por ele, então a gente saiu em buscas de votos e conseguimos agregar para o deputado e agora estamos colocando o nosso nome a disposição, vamos ver o que acontece, vamos trabalhar, conversar com os amigos, mostrar as nossas propostas e colocar o nosso nome para ser avaliado.

Portal T4: O PTB é seu primeiro partido ou você tem passagem por outra sigla? 

Moisés Almeida: O PTB é meu primeiro partido, é minha primeira sigla e espero ficar nela por muito tempo. Essa vinda ao PTB foi por meio de conversa com o nosso gestor, o prefeito Ronaldo Barbosa, conversamos, acertamos, ficamos de realmente nos filiar ao PTB que é um bom partido capitaneado pelo ex-senador João Vicente Claudino, me filiei ao partido, ao lado do prefeito a gente vai rodar o município, tendo em vista sempre buscar melhorias para o município.

Portal T4: Como você vê essa política do "ciclo vicioso", já que lá no princípio da entrevista você falava em candidatos que retornam ao eleitor depois de 4 anos para novamente pedir o voto, você considera esse comportamento decisivo para deixar o eleitor desacreditado? 

Moisés Almeida: Realmente, quando se fala em política, posso dá um exemplo: quando você chega a casa e alguém e fala em política, muitas vezes há aqueles que falta de colocar para fora de casa, isso porque, as pessoas estão desacreditadas da políticas, mas eu costumo dizer que a gente faz política a todo momento e em todo lugar. A política é o ato de a gente conversar, se alinhar.

Portal T4: Explique para a gente como seria essa atuação desprendida e desvinculada do chefe do executivo, já que nessa entrevista você disse que há muitos vereadores que levam muitos problemas para o prefeito ao invés de buscar uma solução? 

Moisés Almeida: É muito simples, o Executo é um poder, o Legislativo é outro. O Legislativo está lá para ajudar o Executivo. Então, eu não posso como vereador só levar problemas para o prefeito, a gente sabe que os municípios tiveram hoje uma redução na questão do Fundo de Participação dos Municípios-FPM, dessa forma, todos os municípios estão trabalhando como se fosse no zero. Então se uma pessoa pede ao vereador: 'gostaria que fosse asfaltada essa rua' e as vezes realmente a prefeitura não dispõe de recursos, e ai o que eu acho do vereador ser desprendido é o seguinte: já que o prefeito não tem recursos. não vou levar esse problema para ele, já que tenho possibilidade de buscar recursos com meu deputado estadual ou federal, vou tentar agregar e captar recursos junto a eles através de emendas e trazer esse benefício para o município, dessa forma você estará ajudando o município e sendo útil do seu trabalho como vereador.

Portal T4: Mudando de assunto, como você está vendo esse cenário atual não apenas no Brasil, mas no mundo todo, dada a pandemia do novo coronavírus, e isso, queira ou não ainda coloca um ponto de interrogação e incógnita quanto ao pleito eleitoral de Outubro, muito embora ainda cedo, há a possibilidade de adiamento, e noutra análise, que impacto você acha que essa crise deixará para os municípios brasileiros, sobretudo aqueles que tem uma situação financeira complicada e que tem como fonte principal recursos oriundos FPM? 

Moisés Almeida: Realmente essa pandemia chegou e está deixando muitos percalços na área econômica, social, quanto as eleições eu acredito muito e sou a favor do isolamento social porque a gente sabe das pessoas que podem ficar realmente em casa, que elas fiquem para que esse vírus não se alastre com uma velocidade muito grande. Infelizmente há muitas pessoas que não estão acreditando, não estão levando a sério. Crise realmente está tendo e nós também tivemos crise no passado e conseguimos contornar a situação. Quanto a economia, tudo vai passar, acredito que a gente vá conseguir restabelecer a economia, e com relação as eleições eu acho ainda um pouco prematuro falar em passar essas eleições mais para frente até porque serão apenas em Outubro, temos que esperar, acredito que irão acontecer este ano ainda, acho que não serão proteladas para 2021 ou 2022.

Portal T4: A sua opção pelo curso de Geografia e a expectativa quanto a defesa de tese?

Moisés Almeida: Eu fazia Direito, tive que deixar o curso. Fiz o vestibular para Geografia e gostei, é uma das disciplinas que sempre me dei bem, passei, me apaixonei pelo curso, penso também em ir para sala de aula, estou estudando para defesa da minha tese, estarei falando principalmente sobre os lençóis freáticos aqui no nosso Piauí. Eu acho que o nosso lençol freático é o segundo maior do Brasil, é riquíssimo, só perde para o aquífero Guarani no Paraná e pega parte de São Paulo, temos abundância em água no subterrâneo e muito mal utilizada.

Portal T4: A sua mensagem para os leitores do Portal T4, pessoas que dispertam o interesse pelo politica e que estarão de uma forma outra engajada nas eleições que se avizinham...

Moisés Almeida: Agradeço pela oportunidade, isso é de suma importância para quem realmente quer se colocar a disposição da população.

Postar um comentário

0 Comentários